MyPharmaGenes® PGx

Teste de ADN para orientar a terapia individual de medicamentos
Teste completo de ADN para a definição de estratégias de medicação personalizadas.

FARMACOGENÉTICA: VARIABILIDADE NA RESPOSTA A FÁRMACOS

A genética contribui para as diferenças individuais, não só para características como a altura ou a cor de pele, mas também a nível farmacológico. A farmacogenética estuda a relação entre a variabilidade genética e a forma como respondemos aos fármacos. Esta informação auxilia os médicos na gestão terapêutica, isto é, na escolha de princípios ativos e adequação de dose. O objetivo final desta abordagem é maximizar o efeito terapêutico e minimizar o risco de efeitos secundários.

MyPharmaGenes® é um teste farmacogenético abrangente para a definição de uma terapêutica personalizada. Os marcadores estudados neste teste guiam o médico na gestão terapêutica enquadrada nas seguintes áreas médicas:

Psiquiatria

Neurologia

Gestão da dor

Cardiologia

Oncologia

Gastroenterologia

Imunossupressão

Reumatologia

Urologia

Infecciologia

Uma WebApp interativa

MyPharmaGenes® é acompanhado por uma WebApp interativa que permite:

  • Gerir a carteira de fármacos do paciente;
  • Registar fármacos que tenham desencadeado efeitos secundários;
  • Acesso facilitado aos resultados do teste;
  • Encontrar informação mais específica sobre os genes avaliados.

MyPharmaGenes® está indicado para:

  • Pacientes que estejam a iniciar novas terapêuticas;
  • Os doentes que não estejam a alcançar os objetivos terapêuticos e/ou que experienciem efeitos adversos moderados a graves com a terapêutica atual.

O que é analisado?

O teste MyPharmaGenes® analisa variantes genéticas associadas ao metabolismo e resposta a certos medicamentos, cientificamente validados e com utilidade clínica comprovada.

DESTAQUES do MyPharmaGenes®:

  • Avaliação de 85 variantes genéticas e de 28 genes;
  • Avaliação do número de cópias do gene CYP2D6 e estruturas híbridas CYP2D6-2D7.

Com base nesta informação é possível:

  • Avaliar a resposta a 121 princípios ativos;
  • Adequação de doses de acordo com diretrizes de sociedades profissionais;
  • Prevenir reações adversas;
  • Selecionar terapêutica alternativa, se necessário.

E, consequentemente, oferecer um melhor tratamento a mais pacientes.

princípios ativos avaliados por área terapêutica

Tempo de resposta

15 dias úteis