MyPharmaGenes¬ģ PGx

Teste de ADN para orientar a terapia individual de medicamentos
Teste completo de ADN para a definição de estratégias de medicação personalizadas.

MyPharmaGenes¬ģ PGx √© um teste farmacogen√©tico abrangente para a defini√ß√£o de um plano farmacogen√©tico personalizado para o tratamento de patologias em diferentes √°reas terap√™uticas como, por exemplo:

Psiquiatria

Gest√£o da dor

Oncologia

Diabetes

Doenças cardiovasculares

MyPharmaGenes¬ģ PGx √© apoiado por uma WebApp interativa que ajuda o utilizador a gerir os seus medicamentos e a registar os medicamentos que provocaram efeitos secund√°rios.

Em algum momento da sua vida, irá tomar medicação. Esteja informado e evite efeitos secundários.

Porque é importante abordar a Farmacogenética?

  • A variabilidade na resposta aos medicamentos constitui uma grande preocupa√ß√£o de sa√ļde p√ļblica, representando 2,5-10,6% de todas as admiss√Ķes hospitalares na UE [1].
  • Mais de 90% dos medicamentos n√£o s√£o eficazes para mais de 50% dos doentes [2,3].
  • As variantes gen√©ticas que afetam a absor√ß√£o, distribui√ß√£o, metabolismo, excre√ß√£o e toxicidade dos medicamentos explicam cerca de 20-30% da variabilidade na resposta aos medicamentos entre indiv√≠duos [5].

MyPharmaGenes¬ģ PGx est√° indicado para:

  • Pacientes que est√£o a iniciar novas terapias;
  • Os doentes que n√£o est√£o a alcan√ßar os objetivos terap√™uticos e/ou que experimentam efeitos adversos moderados a graves com a terapia atual;
  • Qualquer pessoa que gostaria de ser informada sobre a sua predisposi√ß√£o gen√©tica para responder a certos medicamentos.

O que é analisado?

O teste MyPharmaGenes¬ģ PGx analisa variantes gen√©ticas associadas ao metabolismo e resposta a certos medicamentos, cientificamente validados e com utilidade cl√≠nica comprovada.

DESTAQUES do MyPharmaGenes¬ģ PGx:

  • Cobertura de mais de 100 medicamentos;
  • Avalia√ß√£o de 32 genes e 88 variantes gen√©ticas;
  • Avalia√ß√£o de CYP2D6 CNVs e estruturas h√≠bridas.

A avalia√ß√£o de CYP2D6 CNVs e estruturas h√≠bridas √© de grande import√Ęncia para a correta defini√ß√£o de um fen√≥tipo de paciente [6]. Sem a sua an√°lise, as recomenda√ß√Ķes cl√≠nicas apresentadas podem induzir em erro o que pode resultar em cuidados de doentes mal orientados.

Só com a avaliação correta do perfil genotípico dos pacientes é possível:

  • Prescrever dosagens de medicamentos mais adequados;
  • Avaliar a resposta do paciente ao tratamento;
  • Evitar rea√ß√Ķes adversas aos medicamentos;;
  • Selecionar agentes alternativos, se necess√°rio.

E, consequentemente, oferecer um melhor tratamento a mais pacientes.

MyPharmaGenes¬ģ PGx Painel

Drugs evaluated by therapeutic areA


Uma WebApp interativa

MyPharmaGenes¬ģ PGx √© suportado por uma WebApp interativa onde os pacientes podem:

  • Gerir a sua pr√≥pria carteira de medicamentos;
  • Registar medicamentos que tenham desencadeado efeitos secund√°rios;
  • Ter acesso r√°pido a que medicamentos podem ou n√£o ser recomendadas para o paciente;
  • Encontrar informa√ß√£o mais espec√≠fica sobre os genes avaliados.

DIRECTRIZES INTERNACIONAIS E ANOTA√á√ēES DE R√ďTULOS DE f√°rmacos

MyPharmaGenes¬ģ PGx est√° em linha com as recomenda√ß√Ķes fornecidas por cons√≥rcios internacionais de farmacogen√©tica (CPIC, DPWG and CPNDS) que desenvolvem diretrizes de medicamentos gen√©ticos revistas por pares que s√£o publicadas e atualizadas periodicamente com base em novos desenvolvimentos em v√°rios campos da medicina, bem como por v√°rias ag√™ncias farmac√™uticas (FDA, EMA, Health Canada, PMDA Japan and Swissmedic).

Tempo de retorno

10 dias √ļteis

Estudos científicos

[1] Bouvy, J.C., De Bruin, M.L. & Koopmanschap, M.A. “Epidemiology of Adverse Drug Reactions in Europe: A Review of Recent Observational Studies”. Drug Saf 38 (2015): 437‚Äď453.
[2] Steve Connor (2003) ‚ÄúGlaxo chief: Our drugs do not work on most patients‚ÄĚ, Independent/UK, 8/12/2003.
[3] Spear, B.B., Heath-Chiozzi, M. & Huff, J., “Clinical Application of Pharmacogenetics”. Trends Mol Med 7.5 (2001):201-204.
[4] B√∂hm, R. & Cascorbi, I., “Pharmacogenetics and Predictive Testing of Drug Hypersensitivity Reactions”. Front Pharmacol 7 (2016): 396.
[5] Lauschke, V.M., Milani, L. & Ingelman-Sundberg, M. “Pharmacogenomic Biomarkers for Improved Drug Therapy‚ÄĒRecent Progress and Future Developments”. AAPS J 20.1 (2018): 4.
[6] Gaedigk, Andrea, et al. “Characterization of Reference Materials for Genetic Testing of CYP2D6 Alleles: A GeT-RM Collaborative Project”. J Mol Diagn 21.6 (2019): 1034-1052.